ACM - Associação de Criadores do Maronês

Área de Exploração

A base geográfica da exploração da raça bovina Maronesa, engloba fundamentalmente, duas regiões naturais – a do Alvão-Marão e a da Padrela - a primeira das quais abrangendo o maciço granítico do Alvão, a serrania xisto-grauváquica do Marão, o vale da Campeã e a veiga de Vila Pouca de Aguiar, e a segunda coincidindo com o maciço montanhoso e a extensa plataforma planáltica da serra da Padrela.


Distribuição geográficas dos criadores de Raça Maronesa



Em termos de divisão administrativa, as duas regiões referidas estendem-se pelos concelhos de Alijó, Mondim de Basto, Murça, Ribeira de Pena, Vila Pouca de Aguiar e Vila Real, e, ainda, parte dos concelhos de Amarante, Boticas, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Chaves, Montalegre e Valpaços. No último triénio tem-se verificado uma certa procura por esta raça por criadores situados fora do solar, mais concretamente na região do Alentejo.